Pages - Menu

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Geocentrismo




A teoria Geocêntrica, também chamada de sistema ptolomaico, foi elaborada pelo astrônomo grego Claudio Ptolomeu no início da Era Cristã, defendida em seu livro intitulado Almagesto. Conforme essa teoria, a Terra está no centro do Sistema Solar, e os demais astros orbitam ao redor dela. Os astros estariam fixados sobre esferas concêntricas e girariam com velocidades distintas.

Ptolomeu afirmava que o Sol, a Lua e os planetas giravam entorno da Terra na seguinte ordem: Lua, Mercúrio, Vênus, Sol, Marte, Júpiter e Saturno. O Geocentrismo foi defendido pela Igreja Católica, pois apresentava aspectos de passagens bíblicas.

No entanto, após 14 séculos, a teoria Geocêntrica foi contestada por Nicolau Copérnico, que elaborou uma outra estrutura do Sistema Solar, o Heliocentrismo.

Heliocentrismo



O Heliocentrismo consiste num modelo teórico de Sistema Solar desenvolvido pelo astrônomo e matemático polonês, Nicolau Copérnico (1473-1543). Conforme Copérnico, a Terra e os demais planetas se movem ao redor de um ponto vizinho ao Sol, sendo este, o verdadeiro centro do Sistema Solar. A sucessão de dias e noites é uma consequência do movimento de rotação da Terra sobre seu próprio eixo.

O modelo, também chamado de sistema copernicano, não foi aceito pela Igreja Católica, que adotava a teoria do Geocentrismo, elaborada por Ptolomeu. A teoria Heliocêntrica foi aperfeiçoada e comprovada por Galileu Galilei, Kepler e Isaac Newton. Atualmente, é a mais aceita entre a comunidade científica.

Buraco Negro


Esboço de um buraco negro

Buraco Negro é uma porção do espaço sideral onde se desenvolve uma elevadíssima força gravitacional, desse modo, nada sai dessa região. Essa força se forma a partir de matérias que flutuam sobre um corpo gravitacional.
Tendo em vista que nada escapa de um buraco negro, não podemos receber nada vindo dessa parte do universo. Diante dessa afirmativa, fica evidente que para a realização de estudos é preciso analisar a influência do buraco negro nas regiões próximas a ele.Apesar de não ser possível a observação visual do corpo central do buraco negro, há maneiras de identificar a sua massa por meio de análises da medição da velocidade de nuvens de gás e poeira que orbitam nas proximidades. Existem vários tipos de buracos negros, dentre eles: buracos negros super massivos, buracos negros estelares e mini buracos negros.

As Maiores Hidrelétricas do Mundo

Usina de Grand Coulee (EUA), a sexta maior do mundo
Usina Hidrelétrica é uma construção que utiliza o fluxo das águas fluviais para gerar energia elétrica. Para a construção de uma hidrelétrica, necessita-se do represamento das águas de um rio, que pode ocupar uma área com grandes extensões. Com isso, a água acumulada exerce certa pressão e, ao passar pelas turbinas, proporciona a movimentação do gerador responsável por transformar energia mecânica em elétrica.  


Assim, as Usinas Hidrelétricas se transformaram na segunda maior fonte de produção de energia em todo mundo. Conheça abaixo as 10 maiores hidrelétricas do mundo em ordem decrescente: Leia mais