terça-feira, 14 de agosto de 2018

Ásia Menor

Localização geográfica

Também conhecida como Anatólia, a Ásia Menor é uma península situada entre os continentes asiático e o europeu. A Ásia Menor é, atualmente, a parte asiática da Turquia. 
Limites Geográficos 
- Norte: Mar Negro 
- Sul: mar Mediterrâneo 
- Leste: Geórgia, Armênia e Irã
 - Oeste: Mar Egeu 
Dados Geográficos: 
- Área: cerca de 520 mil quilômetros quadrados. 
- Ponto mais alto: montanha Kaçkar Daği com 3.932 metros de altura.
História da Ásia Menor (resumo): 
- Na Antiguidade, a Ásia Menor era de grande importância comercial, pois sua posição estratégica a tornava rota de ligação entre Europa e Ásia. 
- Na Antiguidade, vários povos habitaram a região. Entre estes povos antigos, podemos citar: hititas, persas e gregos. 
- Após a queda do Império Romano (século V), a Ásia Menor passou a fazer parte do Império Bizantino. 
- No século XV, a península da Anatólia foi conquistada pelo Império Otomano.


sexta-feira, 30 de março de 2018

Jesus Cristo nossa verdadeira Páscoa!


“Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós.” I Co 5:7“Porque Deus amou o mundo tanto, que deu o seu único Filho, para que todo aquele que nele crer não morra, mas tenha a vida eterna” Joao 3:16 “Mas Deus nos mostrou o quanto nos ama: Cristo morreu por nós quando ainda vivíamos no pecado” Romanos  5:8 Jesus, O Cordeiro derramou o seu sangue por nós, para que possamos ter vida! “e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado” 1 João 1:7 Pela fé então devemos nos cobrir com o seu sangue, assim como o sangue que foi passado nas portas das casas dos israelitas. Mas como fazemos isto? Crendo que Jesus morreu em meu lugar, que pagou o nosso castigo na cruz. “Se você confessar com a sua boca que Jesus é Senhor e crer em seu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo. Romanos 10:9”

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Tsunami

Tsunamis ou tsunâmi são gigantescas ondas que possuem um grande volume de energia e que ocorrem nos oceanos. Essas ondas  são causadas pela movimentação das placas tectônicas localizadas abaixo dos oceanos, as placas oceânicas mais densas deslizam sob as placas continentais que são menos densas, num processo que recebe o nome de subducção. Estes terremotos marítimos, conhecidos também como maremotos, deslocam uma grande quantidade de água formando uma ou mais ondas (tsunamis) que podem atingir as costas dos oceanos, provocando catástrofes. 
A força de um tsunami ocorre em razão de sua amplitude e velocidade. À medida que a onda se aproxima de terra, sua altura  aumenta e a velocidade diminui. Os tsunamis podem atingir ondas de até trinta metros de altura, com forte poder de destruição. Essas grandes ondas são o resultado da ação da gravidade sobre a movimentação da massa de água.

Mapa

A palavra "mapa" surgiu na Idade Média e tem provavelmente origem cartaginesa, significando "toalha de mesa". Os navegadores e os negociantes, ao discutirem sobre rotas, caminhos e localidades em locais públicos, rabiscavam diretamente nas toalhas (mappas), surgindo então o documento gráfico que era bastante útil a todos.
 Um dos grandes passos na evolução dos mapas é dado na época dos Descobrimentos, quando as áreas representadas passaram a ser bem maiores que anteriormente e surgiu a necessidade de se obter bons níveis de precisão para se conseguir navegar com relativa segurança.

Origem dos nomes dos Oceanos

  

Atlântico
Vem de Atlas, filho de netuno, o deus dos mares.

Pacífico
O navegador espanhol Vasco Nuñez de Balboa, descobridor do Pacífico, o havia batizado de Oceano do Sul. Mas em 1520, quando o navegador português Fernão de Magalhães percorreu o litoral sul-americano, ficou impressionado com a tranquilidade das águas e batizou o oceano de Pacífico. Na verdade, o dia era atípico, pois o Pacífico é mais perigoso do que o Atlântico.

Índico
Recebeu o nome das costas que banha, da Índia e da Indonésia.

Ártico
Situado no polo norte, sob a constelação da Ursa Menor, deve o nome à palavra grega arctos, que significa urso. Por oposição geográfica, o oceano do polo sul chama-se Antártico.

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Sumérios por volta de 3500 a.C

Por volta de 3500 a.C., os sumérios saíram das montanhas da Ásia Central à procura de terras férteis e chegaram ao sul da Mesopotâmia.Por ser uma região com poucas chuvas, desde muito cedo os sumérios tiveram de aprender a desviar e armazenar as águas do Tigre e do Eufrates, e com isso puderam cultivar uma grande quantidade e variedade de alimentos.Com o tempo foram constituindo cidades. Cada cidade-Estado era governada por um patési, que, além de sumo sacerdote, era o chefe político e militar.
Segundo as pesquisas os sumérios foram os inventores da escrita. Eles escreviam em taboas feitas de argila, usando um estilete de extremidade triangular que deixava sinais em forma de cunha. Com isso, a escrita recebeu o nome de escrita cuneiforme.
As cidades sumérias sempre estavam em guerra entre si, pois eles queriam estender sua dominação. Isso facilitou a ação dos acádios, um povo de origem semita que invadiu a região e se fixou ao norte Suméria.