quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Feliz Natal e Próspero ano novo

É o que desejo para todos meus queridos leitores e visitantes.
É chegado o fim de mais um ano. Um ano com bons e maus momentos, mais um ano de trabalho, de lutas, de saúde e de podermos ter esperanças para a chegada do Ano Novo. É nesta jornada de lutas de vida, com sorrisos e lágrimas que devemos enfrentar a nós mesmos, ir ao encontro do outro e ao próprio encontro. É época de renovação, de lançar novos objetivos, de buscar luz, de frutificar. É tempo de deixar os bons sentimentos aflorar e perdoar, deixar de lado o medo, a angústia, a raiva e dizer o que não se disse, de traçar planos e principalmente de refletir e meditar. Busque seriamente ser o que você quer, não esquecendo que sem Deus seus passos não serão seguros. Aproveite todas as chances que a vida lhe oferecer, pois você merece ser feliz. É com coração cantante que desejamos a você e sua família um sonoro Feliz Ano Novo cheio de realizações na presença do Senhor Jesus Cristo.

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Aniversário do blog



Tudo começou com a idéia de unir o útil ao Sagrado. Como sou apaixonada pela geografia (que para mim é a forma de conhecermos o mundo em que vivemos) e serva de Deus, observando outros blogs fui me encantando com a idéia e resolvi criar um só para mim.

E agora preciso lembrar e agradecer aos meus caros e fieis leitores (346300), que vem sempre aqui ler o que eu to pensando. Àqueles que incentivaram a publicação desde o início, àqueles que sempre divulgam, e os que estão sempre dispostos a colaborar.

Muito obrigada! Parabéns pra o blog e principalmente parabéns pra vocês, que não me deixam deixar o blog pra lá.

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

15 de Outubro " Dia o Professor"





Neste dia, 15/10, celebramos o Dia do Professor. Para comemorar condignamente, parabenizamos a todos os mestres que no dia-a-dia se dedicam de forma abnegada a ensinar e a formar pessoas, principalmente aos professores da Escola Bíblica Dominical do nosso setor 28 (Diadema).
Mesmo com as novas máquinas e inteligências artificiais que transmitem dados e informações, muitas vezes melhor que o professor, só ele consegue transmitir valores. Sua influência através da palavra e do exemplo é inquestionável. Mas nunca foi fácil ser professor,por isso homenagear o professor é uma justa maneira de valorizar a profissão da qual dependem, obrigatoriamente, todas as outras.

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Dia das crianças

Uma pausa aqui nos assuntos "sérios", para mostrar o lindo trabalho feito com as crianças na igreja Assembléia de Deus em Diadema, neste 12 de Outubro dia das crianças:









terça-feira, 7 de outubro de 2008

Hebron

Vamos viajar um pouco com as asas da imaginação sobre a cidade Hebron, no passado e presente.
Encontra-se a 32 quilômetros ao Sul de Jerusalém e a mil metros acima do mar Mediterrâneo. O seu nome original era Kiriath-Arba (Gn 23:2; Js 20:7, etc). A cidade existia já no tempo de Abraão, que durante algum tempo viveu nos seus arredores e onde comprou um campo para instalar as sepulturas da sua família (a cova de Macpela Gn 13:18; Gn 23:2-20). Isaque e Jacó também residiram em Hebron durante algum tempo (Gn 35:27; Gn 37:13,14). Os seus habitantes originais eram os gigantes Enaquins (Nm 13:22; Js 11:21, etc) mas os hititas são também mencionados com tendo estado estabelecidos ali (Gn 23:3-16).
Hebron era a sede da revolta de Absalão contra David (2Sm 15:7-10). Hebron é mencionada uma vez mais na Bíblia, como uma das cidades que Roboão fortificou (2Cr 11:5, 10). Mais tarde Hebron caiu nas mãos dos edomitas, e não é mencionada como uma das cidades de Judá reocupada depois do exílio. Judas Macabeus recapturou a cidade, que estava grandemente fortificada, aos edomitas (1 Mac 5:65). A cidade é agora chamada elKhalîl, que significa "o amigo (de Deus)", uma referência a Abraão. Situa-se parcialmente num vale, e outra porção na colina adjacente a uma elevação de 927 m. acima do nível das águas do mar, cerca de 30 km. sul-sudoeste de Jerusalém na estrada principal de Jerusalém para Beer-sheba. A sua principal atração é a Haram, que inclui uma mesquita construída sobre a gruta de Macpela, onde se julga existirem os túmulos de vários patriarcas juntamente com as suas mulheres. Algumas escavações foram conduzidas sob a direcção de P.C. Hammond de 1964 a 1966 em Djebel erRumeith, um local adjacente à moderna Hebron, e identificado pelo escavador com a antiga Hebron. As escavações demonstraram que o local tinha sido ocupado a partir tos tempos patriarcais.

Próxima cidade será Jope.

Até mais, Abraços.

terça-feira, 30 de setembro de 2008

Belém

Olá meus caros leitores,

A exuberância dessa Cidade está no fato de que foi ela o berço do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
Encontra-se aproximadamente 10 quilômetros a Sul de Jerusalém, é a cidade do rei Davi. Casa de pão é o que significa Belém. Pela sua posição geográfica, é uma fortaleza natural. Fica a quase 800 metros acima do nível do mar.
Nessa cidade nasceram dois importantíssimos personagens: Davi e Jesus Cristo o Salvador. Apesar de sua importância histórica, Belém sempre foi uma aldeia insignificante. Não obstante, seus campos, conservam a mesma fertilidade dos tempos bíblicos.

Praça na cidade de Belém, próximo a Basílica da Natividade e ao fundo, se vê uma mesquita com seu minarete ( uma espécie de torre).

Próxima postagem será sobre a cidade: Hebron.

Abraços!

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Cidades da Terra Santa

Pretendo nestas próximas postagens compartilhar sobre as Cidades da Terra Santa.
Começarei pela cidade de Jericó, espero que meus queridos leitores apreciem.

Jericó:
Localiza-se no Vale do Jordão, no território entregue à tribo Benjamim. Encontra-se a 28 quilômetros de Jerusalém. O nome dessa cidade significa, segundo alguns autores, lugar de perfumes ou fragrâncias.
Jericó foi a primeira cidade conquistada pelos filhos de Israel. Era famosa por suas fortificações. É considerada, ainda, uma das metrópoles mais antigas do mundo.
No Novo Testamento bíblico, na época do domínio romano, a cidade é novamente mencionada durante o ministério de Jesus, em que se tem a menção à cura de dois cegos.
Pode-se dizer que Jericó sobreviveu a vários imperios que dominaram a região da Palestina. Após os romanos e os bizantinos, a cidade foi alvo do expansionismo árabe, bem como das cruzadas. Fez parte do Império Otomano até 1917, depois esteve sob o controle do Coroa Britânica, passando para o controle Jordaniano entre 1948 e 1967 e logo foi conquistada por Israel na guerra dos seis dias.
Atualmente a Jericó é controlada pela Autoridade Palestina, depois de passar quase três décadas (1967 – 1994) sob controle israelense, sendo então a primeira cidade entregue ao controle palestino, após os acordos de Oslo (1993).
Próxima postagem: Será sobre Belém.
Abraços!

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

LHC

Acelerador de partículas é inaugurado com sucesso.
Aquela que é considerada a experiência científica do século - o início do funcionamento do maior acelerador de partículas do mundo, concebido para explorar os enigmas do Universo - começou nesta quarta-feira com sucesso na Organização Européia para a Pesquisa Nuclear (Cern).

domingo, 7 de setembro de 2008

Independência do Brasil

Denomina-se Independência do Brasil ao processo que culminou com a emancipação política desse país do reino de Portugal, no início do século XIX. Oficialmente, a data adotada é 7 de setembro de 1822, quando ocorreu o episódio do chamado "Grito do Ipiranga". Segundo a história oficial, às margens do riacho Ipiranga (atual cidade de São Paulo), o Príncipe Regente D. Pedro, bradou perante a sua comitiva: "Independência ou Morte!". Alguns aspectos da versão oficial, no entanto são contestados por alguns historiadores.
A moderna historiografia em História do Brasil, entretanto, remete o início do processo de independência à chegada da Corte Portuguesa ao Brasil, no contexto da Guerra Peninsular, a partir de 1808.

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

5/9 Dia da Amazônia

A Amazônia é a maior floresta tropical do planeta. Ela ocupa dois quintos da América do Sul e metade do território brasileiro, abrangendo os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e parte dos estados do Maranhão, Tocantins e Mato Grosso.
Não é só o tamanho da floresta que impressiona. Ela também é rica em minerais, espécies vegetais e animais, além de guardar cerca de um quinto das reservas de água doce do mundo (graças ao grande volume de água dos seus rios). Ao absorverem carbono, suas árvores contribuem para o equilíbrio do clima mundial. Tudo isso mais a variedade de solos, altas temperaturas e muita chuva faz com que a Amazônia seja um ecossistema auto-sustentável, isto é, capaz de se manter com seus próprios recursos.
Apesar de toda a grandeza da Amazônia, seu solo tem baixa fertilidade. Por isso não adianta derrubar suas árvores para investir na agricultura e em pastos para o gado. Sem a cobertura vegetal para proteger, a água da chuva carrega os nutrientes do solo e o empobrece.
Desmatamentos, disputas pelo domínio de suas terras, caça e pesca sem controle e contrabando de animais e de plantas ameaçam a sobrevivência da floresta e impedem a utilização correta de seus recursos para o bem da humanidade. O melhor que temos a fazer é proteger a Amazônia.

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Vegetação

Nosso planeta apresenta diversos tipos de vegetações, que variam de acordo com a região onde se localizam. A espécie de vegetação referente a cada uma dessas regiões é definida por fatores como altitude, latitude, pressão atmosférica, iluminação e forma de atuação das massas de ar. No caso de regiões de baixa latitude, encontram-se as florestas equatoriais, como por exemplo a floresta Amazônica, no Brasil.
É comum encontrarmos esse tipo de vegetação em lugares quentes e úmidos. Suas principais características são a grande variedade de espécies e as folhas grandes, com um tom de verde bem definido. Existem também as florestas tropicais, localizadas na faixa intertropical litorânea, que possuem menor de variedades de espécies vegetais, além de tipos de vidas que não existem em outros locais. Outro tipo de vegetação é o cerrado (ou savana), encontrado no centro-oeste brasileiro, em parte da Austrália e do centro da África, e no litoral da Índia. Esse tipo caracteriza-se por plantas rasteiras e pequenas árvores que perdem suas folhas no período da seca.
Temos também os campos ou pradarias, tipo encontrado em regiões de clima temperado continental, como ocorre no norte dos Estados Unidos, sul do Canadá, norte da China, norte da Argentina etc. Essa vegetação nasce onde há pouca umidade para o crescimento de árvores, havendo somente um tapete herbáceo conhecido como gramíneas. Existem ainda as florestas temperadas, localizadas no Canadá, Estados Unidos e norte da Europa, além das florestas de coníferas, presentes em regiões subpolares, e a tundra, vegetação que surge em solos gelados.

Biocombustível

São fontes de energia renováveis produzidas a partir da cana-de-açúcar, plantas oleaginosas, biomassa florestal e resíduos agropecuários. Os biocombustíveis são alternativas mais baratas e eficientes no combate ao efeito estufa. A alternativa mais correta é substituir os combustíveis fósseis por biocombustíveis.

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

O Que Significa os Cinco Aros Olimpicos?

O Logotipo das Olimpiadas
Os aros olímpicos foi uma idéia do francês Pierre de Fredi, o Barão Pierre de Coubertin (1863-1937), em 1913. O pequeno círculo era compostos por cinco cores: azul, amarelo, preto, verde e vermelho, interligados sobre um fundo branco.
O simbolismo dos anéis entrelaçados representa à união dos cinco continentes e pelo menos uma de suas seis cores, incluída a branca, está presente na bandeira de cada um dos países filiados ao COI. A idéia é que os atletas busquem superar os próprios limites, assim, a cada evento serem alcançados novos recordes.A cor de cada aro corresponde a um continente: Azul a Europa; Amarelo a Ásia; Preto a África; Verde a Oceania; Vermelho as Américas. É a principal representação gráfica dos Jogos Olímpicos e a marca do próprio Comitê Olímpico Internacional. A marca do Comitê Olímpico Brasileiro une os aros olímpicos à Bandeira Nacional.

Olimpíadas de 2008

A XXIX Olimpíada da história ocorrerá no período de 8 a 24 de Agosto de 2008 na cidade de Pequim, China. Alguns eventos acontecerão em cidades próximas, já os esportes eqüestres ocorrerão em Hong Kong, é a segunda vez na história que os jogos ocorrerão em dois países simultaneamente. A escolha de Pequim ocorreu no dia 13 de julho de 2001. As cidades concorrentes eram: Toronto, Paris, Istambul e Osaka, Bangkok, Cairo, Havana, Kuala Lumpur e Sevilha. Destas, apenas Toronto, Paris, Istambul e Osaka disputaram a fase final da disputa com a cidade vencedora. Pequim recebeu a grande maioria dos votos (56 contra 22 da cidade de Toronto), representando um desejo do mundo em ver o país mais populoso sediando uma Olimpíada. Foram incluídas nove novas modalidades esportivas nos Jogos Olímpicos de 2008: 3000 metros com obstáculos feminino, maratona aquática masculina e feminina, entre outras. Ao todo, serão 28 esportes, totalizando 302 eventos (165 provas masculinas, 127 femininas, e 10 mistas). Os cinco mascotes das Olimpíadas de 2008 já foram definidos, onde cada um simboliza um anel da bandeira olímpica: Beibei, o peixe azul, simboliza a prosperidade; Jingjing, o panda preto, representa a alegria; Huanhuan, a chama vermelha, representa a paixão pelo esporte; o antílope amarelo Yingying representa a saúde; e a andorinha verde Nini representa a boa sorte aos Jogos.

Agricultura Sustentável, o Homem e o Meio Ambiente.


No debate internacional das últimas décadas sobre as questões sociais e ambientais um dos temas mais recorrentes refere-se a agricultura. As questões que norteiam estes debates, dentro de simpósios, encontros, comissões, pesquisas, entre outros, oficiais e não oficiais, giram bastante em torno do conceito de sustentabilidade, consequentemente, de uma agricultura sustentável. A chamada agricultura sustentável, idealizada e tão aclamada em diversos círculos intelectuais, científicos e políticos seria um tipo agricultura que pudesse conservar os recursos naturais e fornecesse produtos saudáveis (ou mais saudáveis), sem comprometer os níveis tecnológicos já alcançados de segurança alimentar dos indivíduos. Tal conceituação resulta de emergentes pressões sociais por uma agricultura que não prejudique o meio ambiente, a economia, a saúde, em suma, a sociedade como um todo. Neste sentido, a agricultura sustentável adquire num contexto internacional um papel extremamente relevante, visto que, apesar de seus dez mil anos, a agricultura permanece sendo a atividade humana que mais intimamente relaciona a sociedade com a natureza, e em sentido inverso, mas presente na relação, natureza e sociedade.


segunda-feira, 4 de agosto de 2008

OLIMPÍADAS:

Nesta segunda-feira, a quatro dias da abertura dos Jogos, o Brasil recebeu as boas-vindas em cerimônia realizada na Vila Olímpica, na Praça das Bandeiras, com a presença de cerca de 60 integrantes da Delegação.
A solenidade que durou pouco mais de 20 minutos, foi acompanhada pelo Ministro do Esporte, Orlando Silva; pelo Membro Honorário do Comitê Olímpico Internacional (COI) e do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), presidente de honra da FIFA, João Havelange; pelo presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman; pelo Diretor de Relações Internacionais do COB, Carlos Roberto Osório; pelo Chefe de Missão do Brasil, Marcus Vinícius Freire e pelos Subchefes de Missão José Roberto Perillier e Bernard Rajzman, além do Prefeito da Vila, Chen Jan. A Delegação da Coréia do Norte também participou da cerimônia.

quinta-feira, 24 de julho de 2008

ORIENTE MÉDIO

Limites Geográficos:
O Oriente Médio é formado pelos seguintes países da Ásia: Afeganistão, Arábia Saudita, Barein, Catar, Chipre, Emirados Árabes Unidos, Iêmem, Irã, Iraque, Israel, Jordânia, Kuweit, Líbano, Omã, Síria e Turquia
Limites Geopolíticos:
Inclui-se o norte da África no Oriente Médio devido aos países árabes e islâmicos que aí se localizam. Desde o Egito, que possui terras na Ásia e principalmente na África, até Marrocos, Argélia, Líbia e Tunísia.

Afeganistão (capital – Cabul)
Estado islâmico localizado no centro oeste da Ásia. 99% da população é islâmica e 1% pertencente a outras religiões. Desde a Antiguidade, o Afeganistão é um ponto de confluência para o comércio e conquistas da Ásia. Foi dominado por Alexandre, o Grande, da Macedônia no século IV, por Genghis Khan no século XII e pelos turcos-otomanos no século XVIII. No século XIX o Afeganistão tornou-se palco de disputa entre o Império Russo e o Britânico. Em 1880 a monarquia afegane foi colocada sob tutela inglesa, que dura até 1919, quando o país conquista a independência. Nos últimos anos tem assistido a implantação das rígidas leis muçulmanas.

Arábia Saudita (capital - Riad)
A Arabia Saudita é uma monarquia islâmica. 98,8% da população é islâmica, 0,8% cristã e 0,4, pertencem a outras religiões.
O país recebe anualmente, cerca de 2 milhões de muçulmanos que se dirigem às cidades sagradas do islamismo, Medina e Meca. Não muçulmanos costumam ser autorizados a visitar a Arábia Saudita apenas em viagens de negócios.
O primeiro reino saudita atingiu seu apogeu por volta de 1800, mas foi anexado ao Império Turco-Otomano. Com a derrota otomana na Primeira Guerra Mundial, a Península Arábica se viu formada por cinco reinos autônomos. Em 1932 estes reinos foram unificados sob o nome de Reino da Arábia Saudita. Após a Segunda Guerra Mundial, o governo manteve uma política externa de alinhamento com os Estados Unidos, apesar de condenar Israel, maior parceiro dos norte-americanos no Oriente Médio. A aliança foi abalada pela crise do petróleo em 1973, quando os principais exportadores árabes embargaram o fornecimento do produto e aumentaram seu preço em represália ao apoio dos Estados Unidos e da Europa Ocidental a Israel.
Em 1991, a Arábia Saudita tornou-se o principal aliado dos Estados Unidos contra o Iraque na região. Com a baixa dos preços do petróleo o país tem sentido os efeitos em sua economia.

Barein - (capital – Manama)
Este país é um tradicional centro comercial desde a Antiguidade. No século XVI os portugueses instalaram-se no arquipélago de Barein, então desabitado, e permaneceram até serem dominados pelos persas. Em 1861, a região tornou-se um protetorado inglês. A independência ocorreu em 1971.
Barein foi o primeiro país da região a encontrar e exportar petróleo, mas já está com suas reservas praticamente esgotadas. Um quarto da população é estrangeira, formada por paquistaneses, afeganes e indianos, além de norte-americanos e britânicos que trabalham nas companhias petrolíferas. Cerca de 81% da população é islâmica, 8,5% cristãs e 9,8% pertencem a outras religiões.
Catar (capital - Doha )
País localizado em uma península no Golfo Pérsico. Em 1872 foi incorporado ao Imério Turco-Otomano. Após a Segunda Guerra Mundial, ficou sob tutela do Reino Unido. Até os anos quarenta, Catar era um país muito pobre. Suas atividades econômicas se limitavam à criação de camelos, à pesca e à coleta de pérolas. Com a exploração dos campos petrolíferos, a renda per capita atingiu cerca de 11,5 mil dólares. Os investimentos vem sendo feitos na industria pesada e em outras áreas, como alternativa à produção de petróleo cujas reservas estão prestes ao esgotamento.
Chipre ( capital - Nicósia)

Emirados árabes unidos
Iêmem
Irã (teerã)

País muçulmano. 99% da população é islâmica, 01 % cristã. Após vinte anos da implantação da República Islâmhca, o Irã começa a se renovar, com um abrandamento das rígidas regras sociais.
Iraque (bagdá)
A religião predominante no Iraque islâmica com 97%.

JUDEUS

Movimento Sionista

Desde que foram forçados pelos romanos a deixar a Palestina, a partir do ano 70 d.C., os judeus se dispersaram pela Europa, África e Rússia.
Em muitos locais onde se estabeleceram, eles foram alvo de preconceitos e maus tratos e reagiram de diferentes maneiras a esse anti-semitismo.
Parte deles procurou adotar os costumes, as roupas e a língua do lugar em que se encontravam. Outros tentaram ser aceitos como judeus que eram, com direito iguais aos dos outros cidadãos do país que os acolhera.


sexta-feira, 18 de julho de 2008

Palestina

O conflito entre árabes e judeus na disputa pela Palestina tem suas raízes na Antigüidade. A presença judaica na Palestina remonta ao segundo milênio antes de Cristo. A partir da Diáspora judaica no ano 70 e da expansão islâmica na Palestina em 635, a região foi ocupada pelos árabes.
No início da Idade Média, a Palestina pertencia ao Império Romano e era habitada, em sua maioria, por cristãos. Somente no século VII, a região foi conquistada pelos muçulmanos, durante os séculos seguintes, o controle da Palestina oscilou entre diferentes grupos até a incorporação da região pelo Império Otomano. Este último começou a se formar no século XII e chegou a ocupar terras na Síria, Egito, Argélia, Bulgária, Sérvia, partes da Grécia, da Hungria, do Irã e da Arábia, além da Turquia.
No século XIX, a maioria dos judeus concentrava-se no Leste Europeu e dedicava-se ao comércio e ao empréstimo de dinheiro a juros. Com o desenvolvimento das burguesias nacionais e da Revolução Industrial, os judeus foram confinados em guetos e sofreram várias perseguições que resultaram na emigração para a Europa Ocidental.

sábado, 12 de julho de 2008

Estações do ano:


Chamamos de estação do ano cada uma das quatro subdivisões do ano baseadas em padrões climáticos. São elas: primavera, verão, outono e inverno. As estações do ano ocorrem devido à inclinação da terra em relação ao sol. Podemos dizer então que as estações são ocasionadas pelo eixo de rotação da Terra, juntamente com o movimento da mesma em torno do sol, que dura um ano e recebe o nome de translação.


sexta-feira, 11 de julho de 2008

Desenvolvimento sustentável:


A definição mais aceita para desenvolvimento sustentável é o desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações. É o desenvolvimento que não esgota os recursos para o futuro.Essa definição surgiu na Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, criada pelas Nações Unidas para discutir e propor meios de harmonizar dois objetivos: o desenvolvimento econômico e a conservação ambiental.



terça-feira, 8 de julho de 2008

A fome no mundo:


A alta dos preços dos alimentos ameaça reverter todos os avanços globais com desenvolvimento e levar 100 milhões de pessoas em todo o mundo para baixo da linha de pobreza, advertiram nesta segunda-feira o secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, e o presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick.A declaração de ambos foi feita na ilha de Hokkaido, no Japão, onde acontece a reunião de cúpula anual do G8, o grupo dos sete países mais industrializados do mundo mais a Rússia.Ambos haviam participado de uma reunião pela tarde com os líderes do G8 e oito chefes de Estado ou governo africanos.Ban e Zoellick cobraram dos países do G8 uma ação urgente para combater a atual crise e para prevenir futuras altas nos preços dos alimentos.Segundo o secretário-geral da ONU, o mundo enfrenta três crises simultâneas e interligadas - dos alimentos, do clima e de desenvolvimento - para as quais são necessárias soluções integradas."Nossos esforços até agora têm sido muito divididos e esporádicos. Agora é a hora de termos um enfoque diferente", afirmou Ban.

quarta-feira, 2 de julho de 2008

Declaração dos Direitos Humanos


A Declaração Universal dos Direitos Humanos é um dos documentos básicos das Nações Unidas e foi assinada em 1948. Nela, são enumerados os direitos que todos os seres humanos possuem.
Preâmbulo
Considerando que o reconhecimento da dignidade inerente a todos os membros da família humana e de seus direitos iguais e inalienáveis é o fundamento da liberdade, da justiça e da paz no mundo,
Considerando que o desprezo e o desrespeito pelos direitos humanos resultaram em atos bárbaros que ultrajaram a consciência da Humanidade e que o advento de um mundo em que os todos gozem de liberdade de palavra, de crença e da liberdade de viverem a salvo do temor e da necessidade foi proclamado como a mais alta aspiração do ser humano comum,


sábado, 28 de junho de 2008

ÉFESO



Era uma famosa cidade portuária na Turquia, localizada na costa oeste da Ásia Menor. Paulo fundou uma igreja e pregou por três anos nessa cidade, onde escreveu o livro de Éfésios para esta comunidade. O templo de Diana (uma das 7 maravilhas do mundo antigo) foi construído nesta local, e quando as pessoas começaram a se converter ao cristianismo, aqueles que lucravam com a adoração da deusa ficaram preocupados e começaram um levante.

Atos 19:26 - " E estais vendo e ouvindo que não só em Éfeso, mas em quase toda a Ásia, este Paulo tem persuadido e desencaminhado muita gente, afirmando que não são deuses os que são feitos por mãos humanas." O templo de Diana, dedicado à deusa da caça. O que restou desta maravilha do mundo foi apenas uma coluna e seu alicerce. Éfeso estava localizada onde as águas do mar Egeu banham as praias da Ásia Menor. A ilha de Patmos pode ser vista ao longe. Protegida por montes costeiros, o centro da cidade atraía navios de muitas parte do Império Romano.

MONTE HERMOM

Majestoso monte localizado no extremo norte de Israel, perto de Cesaréia de Filipe. Era chamado Senir pelos amorreus e de Siriom pelos sidônios. Seu topo fica a três mil metros de altitude , estando sempre coberto de neve. A Transfiguração de Jesus se deu, provavelmente , ao pé desse monte

Salmo 133:3 "É como o orvalho do Hermon,que desce sobre os montes de Sião. Ali ordena o Senhor a sua bênção, e a vida para sempre ."

HEBRON

Hebron é uma cidade nas montanhas de Judá, a 3000 pés acima do mar mediterrâneo e entre Beersheba e Jerusalém. Entre os povos bíblicos que habitaram aqui estão os cananeus e hebreus. O livro de Gênesis conta que esta cidade foi um dos lares de Abraão,Sarah, Isaque e Jacó. Sarah foi enterrada aqui (Gen 23:17-20). O rei Davi e seu filho Absalão construíram sua residência real em Hebron (2 Sam 2:1-4 ,15:10) . Josué lutou contra esta cidade e a tomou (Js. 10:36-37) e Calebe a retomou (Js. 14:14).

Nesta cidade se localiza a tradicional caverna de Macpela, onde foram sepultados os patriarcas e suas esposas - Abraão, Sara, Isaque, Rebeca, Jacó e Lia (Raquel foi sepultada cerca de Belém)- como diz no livro de Gênesis (Gen. 23:19; 25:9; 49:31; 50:13). Uma antiga igreja foi erguida acima desta caverna, na época de Justiniano, o imperador romano, e mais tarde, este templo foi convertido em uma mesquita islâmica

domingo, 22 de junho de 2008

ERA DO DEGELO


Com o aquecimento global, o Ártico tem seus pólos derretidos com grande rapidez. Há quem diga que suas calotas não suportarão o verão. Cientistas constatam que as calotas de gelo estão cada vez mais sensíveis e que derretem num ritmo mais acelerado que o aumento das temperaturas.
A Antártida também sofre com a elevação das temperaturas, pois seu manto de gelo encontra-se em solo rochoso abaixo do nível do mar e suas geleiras de descarga já estão se movendo.
Existem regiões em que as transformações climáticas já transformaram todo o cenário como é o caso da Geleira Chacaltaya, por exemplo, que antigamente era a estação de esqui mais alta do mundo e hoje é apenas uma montanha rochosa. A Groelândia tem suas geleiras de descarga cada vez mais derretidas, conseqüência da temperatura que cada vez está maior, aumentando 3 milímetros no nível dos oceanos por ano. A Ilha Pine, conseguirá acrescentar 1,5 metros de água no nível global dos mares provocando grandes inundações. Conclusão Tais geleiras são reservas naturais de água sob forma sólida que auxilia no abastecimento de água de algumas regiões. Com o seu derretimento, as pessoas serão submetidas à escassez de água. O derretimento das geleiras também extinguirá conseqüentemente milhares de espécies marinhas e polares.

A FOME NO MUNDO ATUAL


A fome pode ser expressa de duas formas: aberta ou epidêmica; e oculta ou endêmica. A fome aberta ocorre em períodos em que acontecem guerra em um determinado lugar, desastres ecológicos ou pragas que compromete drasticamente o fornecimento de alimentos, isso acarreta a morte de milhares de pessoas. Atualmente esse tipo de fome não tem ocorrido. Hoje existem vários organismos humanitários que fornecem alimentos às áreas afetadas por conflitos etc. A fome oculta possui outra característica, é aquela no qual o indivíduo não ingere a quantidade mínima de calorias diárias, o resultado disso é a desnutrição ou subnutrição que assola 800 milhões de pessoas em todo mundo. A subnutrição fragiliza a saúde tornando a pessoa acessível a doenças. Houve uma diminuição relativa no mapa da fome, mas a realidade ainda é alarmante. Observando esse panorama nota-se que a fome ou subnutrição não é decorrente da produção insuficiente de alimentos, pelo contrário, ano após ano a produção tem aumentado o volume, e é fato que a produção de alimentos é mais do que suficiente para suprir as necessidades da população mundial.

quarta-feira, 18 de junho de 2008

BIOSFERA


Biosfera significa “esfera da vida”, ou seja, onde existe vida. É justamente na biosfera que acontecem as interações entre os seres vivos e esses com os elementos naturais em diferentes lugares do mundo, dessa forma cada região do planeta possui aspectos particulares de luminosidade, relevo, clima, vegetação, água entre outros. A biosfera é o agrupamento de todos os elementos naturais que favorecem e dão condições para a manutenção da vida no planeta. A “esfera da vida” ou biosfera é constituída por três elementos naturais de extrema importância para a vida na Terra, nesse caso estão a hidrosfera, atmosfera e litosfera. A primeira representa a esfera das águas, composta por toda água existente no planeta em diferentes lugares como em rios, lagos, geleiras, oceanos e mares. O segundo consiste na esfera dos gases, que corresponde ao conjunto de gases que envolvem a Terra e automaticamente a hidrosfera e a litosfera e que tem forte influência na composição dos climas devido à dinâmica da atmosfera e seus fenômenos e o terceiro corresponde ao conjunto, principalmente a partir de rochas e solos, onde encontramos diversos tipos de minérios.

O planeta Terra possui característica singular em relação aos outros astros do sistema solar. Uma das principais é a temperatura que no caso da Terra possui uma média mundial de 15ºC, percentual esse que é distinto em relação a Mercúrio e Vênus. No caso dos dois planetas citados, suas respectivas temperaturas médias prevalecem sempre superiores a 100ºC, nesse caso seria impossível o desenvolvimento de vida humana e de outros seres vivos. Em outros casos, alguns planetas apresentam temperaturas muito baixas, algo em torno de -40ºC. Na Terra há um equilíbrio climático, a partir desse item favorável acrescido à existência de água, oxigênio compõe uma condição propicia ao desenvolvimento e proliferação da vida.

FURACÃO

A palavra “furacão” tem origem entre os maias (povo que habitava a América Central antes da chegada dos conquistadores espanhóis, no final do século XV). De acordo com a mitologia maia, Huracan era o deus responsável pelas tempestades. Os espanhóis absorveram a palavra, transformando-a no que ela é hoje.
Os furacões são fenômenos climáticos (ciclones) caracterizados pela formação de um sistema de baixa-pressão. Formam-se, geralmente, em regiões tropicais do planeta. São eles os responsáveis pelo transporte do calor da região equatorial para as latitudes mais altas. São classificados numa escala de 1 a 5 de acordo com a força dos ventos. Esta escala é denominada Saffir-Simpson. Aquele que atinge a escala 1 possui ventos de baixa velocidade, enquanto o de escala 5 apresenta ventos muito fortes.Quando ganham muita força, transformam-se em catástrofes naturais, podendo destruir cidades inteiras. Há casos em que os ventos podem ultrapassar 200 km/h. Eles percorrem determinados caminhos, carregando casas, automóveis e quase tudo que encontram pela frente. Existem estações meteorológicas que monitoram constantemente este tipo de fenômeno climático, avisando a população local em caso de evidências de desastre.Veja abaixo uma relação das áreas de maior incidência:- Oceano Pacífico Norte Ocidental- Oceano Pacífico Norte Oriental- Oceano Pacífico Ocidental Sul- Oceano Índico Norte- Oceano Índico sudeste- Oceano Índico sudoeste- Bacia Atlântico norte (região do Golfo do México)

segunda-feira, 16 de junho de 2008

Astronomia: nasceram os plutóides


A União Astronómica Internacional (UAI) anunciou, esta quinta-feira, a criação de uma nova categoria de corpos celestes, os plutóides, dois anos depois de ter retirado Plutão da lista dos planetas do Sistema Solar.
A nova categoria parece ter sido criada para compensar a despromoção de Plutão, já que além deste inclui apenas outro planeta anão, Eris, descoberto em 2003. A descoberta de Eris, um corpo celeste maior e mais afastado do Sol do que Plutão levou à retirada deste do Sistema Solar.
Um Plutóide é um planeta anão
A criação da nova categoria, divulgada em comunicado, foi decidida numa reunião da UAI realizada na semana passada em Oslo, na Noruega.
O comunicado dá uma definição de plutóide idêntica à de planeta anão, ou seja, um corpo celeste demasiado pequeno para ser considerado planeta, mas com massa suficiente para ter, graças à gravidade, uma forma quase esférica, e uma órbita mais afastada do Sol do que Neptuno, o oitavo e último planeta do Sistema Solar.
O único planeta anão conhecido que continua com essa classificação é Ceres, situado entre Marte e Júpiter.

domingo, 15 de junho de 2008

100 anos da imigração japonesa

Diadema - Em Diadema, cidade que abriga descendentes de Okinawa - província de onde veio grande parte dos primeiros imigrantes no Kasato Maru -, as celebrações ocorrem em agosto. A Cerimônia Comemorativa ocorre no dia 24 e contará com a presença de autoridades de Okinawa e do município do ABC. Além do almoço de confraternização, o evento terá um torneio Internacional de Judô e um show musical, que ainda será confirmado. No dia 25 ocorre um o Torneio Internacional de Gatte Ball, uma das modalidades esportivas mais tradicionais do Japão.
São Paulo - Na Capital, o ponto alto das comemorações do centenário são as festividades no Complexo do Anhembi. A Semana Cultural Brasil-Japão será realizada de 14 a 22 de junho e tem entrada gratuita. São shows, palestras, comidas típicas, workshops e exposições, além de bandas e artistas nipônicos.
No dia 21, haverá um desfile no Sambódromo contando a história da imigração japonesa. O evento terá a presença do príncipe-herdeiro do Japão, Naruhito e será encerrado com o hanabi (show pirotécnico).

A programação completa pode ser conferida no site

CENTENÁRIO DA IMIGRAÇÃO JAPONESA NO BRASIL

O Brasil comemorará com grande alegria o centenário da imigração japonesa, em 2008.Desde que desembarcaram do Kasato Maru no Porto de Santos, os imigrantes nipônicos integraram-se perfeitamente à sociedade brasileira, para cujo progresso e bem-estar têm prestado valiosa contribuição.Hoje em sua quinta geração, seus descendentes são parte integrante do povo brasileiro, sem perder, entretanto, o sentimento de culto aos antepassados que distingue sua civilização milenar.A exemplo do que ocorreu com outros povos estrangeiros, que para cá vieram compartilhar conosco seu destino, e fazer juntos nossa história, a presença japonesa no Brasil assumiu identidade própria. Ao espírito criativo, empreendedor, alegre e harmonioso do brasileiro, uniu-se o sentido de disciplina, organização, minúcia e determinação do japonês. Essa amálgama de valores constitui nosso traço diferenciador. Brasil e Japão estão unidos não apenas pelas identidades e complementaridades de seus sistemas políticos e econômicos, mas acima de tudo pela vertente humana, que constitui o principal patrimônio de nossa relação.A decisão do Presidente Lula e do ex-Primeiro-Ministro Koizumi de celebrarem em 2008 o “Ano do Intercâmbio Brasil-Japão” assinalou o reconhecimento da necessidade de revitalizar e redimensionar as relações bilaterais, tanto em temas tradicionais da agenda, quanto em novos campos de atuação conjunta.

Popular Posts