GEOGRAFIA GERAL

AQUECIMENTO GLOBAL




O aquecimento global é uma consequência das alterações climáticas ocorridas no planeta. Diversas pesquisas confirmam o aumento da temperatura média global. Conforme cientistas do Painel Intergovernamental em Mudança do Clima (IPCC), da Organização das Nações Unidas (ONU), o século XX foi o mais quente dos últimos cinco, com aumento de temperatura média entre 0,3°C e 0,6°C. Esse aumento pode parecer insignificante, mas é suficiente para modificar todo clima de uma região e afetar profundamente a biodiversidade, desencadeando vários desastres ambientais. 

Consequências do Aquecimento Global
As causas do aquecimento global são muito pesquisadas. Existe uma parcela da comunidade científica que atribui esse fenômeno como um processo natural, afirmando que o planeta Terra está numa fase de transição natural, um processo longo e dinâmico, saindo da era glacial para a interglacial, sendo o aumento da temperatura consequência desse fenômeno.

No entanto, as principais atribuições para o aquecimento global são relacionadas às atividades humanas, que intensificam o efeito de estufa através do aumento na queima de gases de combustíveis fósseis, como petróleo, carvão mineral e gás natural. A queima dessas substâncias produz gases como o dióxido de carbono (CO2), o metano (CO4) e óxido nitroso (N2O), que retêm o calor proveniente das radiações solares, como se funcionassem como o vidro de uma estufa de plantas, esse processo causa o aumento da temperatura. Outros fatores que contribuem de forma significativa para as alterações climáticas são os desmatamentos e a constante impermeabilização do solo. 

Efeito de Estufa
O degelo é outra consequência do aquecimento global, segundo especialistas, a região do oceano Ártico é a mais afetada. Nos últimos anos, a camada de gelo desse oceano se tornou 40% mais fina e sua área sofreu redução de aproximadamente 15%. As principais cordilheiras do mundo também estão perdendo massa de gelo e neve. As geleiras dos Alpes recuaram cerca de 40%, e, conforme artigo da revista britânica Science, a capa de neve que cobre o monte Kilimanjaro, na Tanzânia, pode desaparecer nas próximas décadas.

O Degelo provocado pelas Alterações Climáticas
Em busca de alternativas para minimizar o aquecimento global, 162 países assinaram o Protocolo de Kyoto em 1997. Conforme o documento, as nações desenvolvidas se comprometem a reduzir sua emissão de gases que provocam o efeito de estufa, em pelo menos 5% em relação aos níveis de 1990. Essa meta tem que ser cumprida entre os anos de 2008 e 2012. Porém, vários países não fizeram nenhum esforço para que a meta seja atingida, o principal é os Estados Unidos.
Atualmente os principais emissores dos gases do efeito de estufa são respectivamente: China, Estados Unidos, Rússia, Índia, Brasil, Japão, Alemanha, Canadá, Reino Unido e Coreia do Sul.

A RELIGIÃO NO ORIENTE MÉDIO




Meca: a cidade sagrada dos mulçumanos
O Oriente Médio é uma “bomba” prestes a explodir, isso é proveniente da instabilidade política instalada na região decorrente de diversos motivos, alguns deles muito antigos. A religião configura como um dos principais, pois existem muitas divergências religiosas, algumas delas muito antigas. Muitas vezes a religião deveria ser algo que levasse a união e aos sentimentos de fraternidade, no entanto, no Oriente Médio é motivo de discórdia. 


Apesar de haver confrontos e lutas por causas religiosas, o Oriente Médio deu origem às três maiores religiões monoteístas do mundo (que adoram um único Deus), são elas o Islamismo, Cristianismo e Judaísmo, porém a religião com maior número de adeptos é o Islamismo, que corresponde à 80% das pessoas, dessa forma as outras duas religiões possuem um número de adeptos bastante restrito. 


Os fiéis da religião Islâmica são chamados de mulçumanos ou islamitas. Essa religião teve sua origem na Arábia Saudita, logo depois, por volta de século VII alcançou outros países do Oriente Médio. 


Após ter influenciado praticamente todos os países do Oriente Médio, a religião rompeu fronteiras e atingiu adeptos em outros países e continentes. Dentre os países que aderiram o Islã como religião está a África Islâmica, o Sul e o Sudeste do continente asiático, atingindo ainda a Índia, Malásia e a Indonésia. 


Na atualidade, a religião Islâmica é a que mais cresce no mundo, os adeptos somados totalizam 900 milhões de pessoas no mundo, os países que aderem à religião são chamados de mundo Islâmico. 


Os conflitos não ocorrem somente entre religiões diferentes, dentro do Islamismo existem divergências entre os Islamitas fundamentalistas e não-fundamentalistas, além das disputas entre os Xiitas e Sunitas. As lutas provocadas pelas correntes de pensamento na religião Islâmica levam ao desenvolvimento de muitos atentados e confrontos armados.

A GLOBALIZAÇÃO




A globalização aproximou as nações e os mercados.
A globalização é um fenômeno social que ocorre em escala global. Esse processo consiste em uma integração em caráter econômico, social, cultural e político entre diferentes países.


A globalização é oriunda de evoluções ocorridas, principalmente, nos meios de transportes e nas telecomunicações, fazendo com que o mundo “encurtasse” as distâncias. No passado, para a realização de uma viagem entre dois continentes eram necessárias cerca de quatro semanas, hoje esse tempo diminuiu drasticamente. Um fato ocorrido na Europa chegava ao conhecimento dos brasileiros 60 dias depois, hoje a notícia é divulgada quase que em tempo real.


O processo de globalização surgiu para atender ao capitalismo, e principalmente os países desenvolvidos; de modo que os mesmos pudessem buscar novos mercados, tendo em vista que o consumo interno se encontrava saturado.


A globalização é a fase mais avançada do capitalismo. Com o declínio do socialismo, o sistema capitalista se tornou predominante no mundo. A consolidação do capitalismo iniciou a era da globalização, principalmente, econômica e comercial.


A integração mundial decorrente do processo de globalização ocorreu em razão de dois fatores: as inovações tecnológicas e o incremento no fluxo comercial mundial.


As inovações tecnológicas, principalmente nas telecomunicações e na informática, promoveram o processo de globalização. A partir da rede de telecomunicação (telefonia fixa e móvel, internet, televisão, aparelho de fax, entre outros) foi possível a difusão de informações entre as empresas e instituições financeiras, ligando os mercados do mundo.


O incremento no fluxo comercial mundial tem como principal fator a modernização dos transportes, especialmente o marítimo, pelo qual ocorre grande parte das transações comerciais (importação e exportação). O transporte marítimo possui uma elevada capacidade de carga, que permite também a mundialização das mercadorias, ou seja, um mesmo produto é encontrado em diferentes pontos do planeta.


O processo de globalização estreitou as relações comerciais entre os países e as empresas. As multinacionais ou transnacionais contribuíram para a efetivação do processo de globalização, tendo em vista que essas empresas desenvolvem atividades em diferentes territórios.


Outra faceta da globalização é a formação de blocos econômicos, que buscam se fortalecer no mercado que está cada vez mais competitivo.

Nenhum comentário:

Popular Posts