Monte Moriá:

sábado, 31 de maio de 2008



Moriá é a designação dada a uma colina rochosa onde o Rei Salomão construiu o templo para Deus. Foi o seu pai, o Rei David, que adquiriu o terreno do jebuseu Araúna para erigir ali um altar segundo: 2Samuel 24:16-25; 1Crónicas 21:15-28; 2Crónicas 3:1.
A antiga tradição judaica associa o lugar onde o Templo de Salomão se erguia com o monte na "terra de Moriá", onde Abraão, às ordens de Deus,ofereceu o seu filho. (Génesis 22:11,12; ). Foi para a "terra de Moriá" que Abraão viajou e, no terceiro dia, ele viu à distância o lugar indicado por Deus (Génesis 21:33, 34; 22:4, 19).
Parece evidente que o monte Moriá não era habitado no tempo de Abraão, sendo portanto um local isolado e adequado para a realização do sacrifício. Salém, o povoado que mais tarde deu origem à capital do Reino de Israel, Jerusalém, deveria situar-se a alguma distância daquele local. Que o lugar ainda se encontrava isolado séculos depois pode ser deduzido do facto de ali existir uma eira, nos dias de Davi, não se mencionando qualquer construção naquele local (2Crónicas 3:1)

Localizado a Leste de Sião,tem uma altura média de 800 metros ao nível do Mediterrâneo.De forma alongada,sua parte mais baixa era conhecida como Ofel.No tempo de Abraão, Moriá não designava propriamente um monte, mas uma região.
Atualmente, o santuário islâmico conhecido como Domo do Rocha ou Cúpula da Rocha fica no alto do monte Moriá.Mesquita de Omar.
Por que este Monte se chama Moriá?A palavra vem de " Mora",que,em hebraico, significa temor.Desta montanha o temor de Deus pecorreu a terra toda.
Hoje Moriá poderia ser chamado"Montanha das lágrimas".Do templo, restou apenas uma muralha na qual judeus de todo o mundo choram seu exílio e suas amarguras. O Muro das lamentações é o último resquício da glória passada de Israel.

1 comment

Anônimo disse...

NUNCA SE DEVE CONFUNDIR A IGREJA COM O POVO ESCOLHIDO, QUE SEMPRE SERÁ O POVO DE DEUS: OS JUDEUS!

05/11/09 21:16